Thursday, August 17, 2006

E agora ninguém fala?

Houve uma altura em que todos diziam que era proíbido deitar foguetes por causa do risco de incêncio, mas a verdade é que durante umas quantas noites seguidas não ouvia mais nada do que dezenas de foguetes a arrebentarem em homenagem ao santo cá da terra - como se ele se importasse com meia duzia de estouros nos céus -. Ontem acordei e pareceu-me que acordei para um mundo novo, quando levanto a persiana do meu quarto deparo-me com chuva em Agosto. Onde já se viu chover em Agosto? Como a minha avó diz: " Eles lá com as experiências andam a dar cabo disto tudo." e será que não tem razão? Com a chuva já não há fogos o que deveria deixar todas as pessoas felizes e agora sim mandarem lá para cima meia dúzia de estouros a celebrarem a chuva e o fim ( temporário ) dos fogos. Mas não, era uma grande desfeita, vamos mas é ter pena das milhares de pessoas que foram de férias para o Algarve e agora em vez de um bronzeado espectacular levam é com uma chuvada de nos interrogarmos.

Não se fala de mais porcaria nenhuma se não do mau tempo, que irá estar mau tempo até Sábado!, meu Deus como isto poderá ser possivel: uma pessoa passar férias e viver em Agosto sem sol?! É sempre a mesma lenga lenga da treta, o que interessa é que chove não é que já não há incendios, quando estes voltarem já ninguém dá um chavo pelos turistas no Algarve. As pessoas gostam mesmo de viverem infelizes não gostam? Eu estou-me a cagar se chove ou faz um calor de fazer inveja aos sudaneses, quero é que me deixem viver em paz, sossegado na minha vidinha e aproveitar as férias, com ou sem sol. Eu sei que todos estes acontecimentos não são normais, nunca pensei que ia chover em Agosto, mas afinal chove, mas não me queixo as pessoas também não são normais. Para pessoas (a)normais um clima (a)normal. Faz-se trinta por uma linha, assassina-se ( palavra forte não é? ) os filhos e netos com a poluição que cada um de nós faz, mas isso não interessa, os outros que se lixem.

Da mesma forma que os jornais só sabem transmitir noticias ridiculas ou então noticias de tragédias, também nós levamos com este clima "alterado" e queixamo-nos por aquilo que não deviamos. Não nos deviamos estar a queixar por o clima estar alterado, deveriamo-nos queixar era quando viamos algum bárbaro a poluir sem razão, deviamos ficar tão irados que lhe davamos um valenta cachaço seguido de um soco á maneira. O problema é mesmo o sufixo "mos", deveriamos, deviamos, havemos, mas nunca e ai de quem se atreva a fazer!, a agir!, a lutar!, a protestar!, porque isso só os idiotas é que fazem. Nem eu devia estar aqui a dar umas quantas de letra, podiamos agir mas não o fazemos porque enquanto estivermos bem toda a gente está bem. Depois quando nós ou os nossos sofrerem na pele os nossos actos vai ser o aí jesuus!!! Ao menos já as televisões têm matéria para fazer grandes escandalos.

Mas assim é que vai ser bom, as pessoas gostam de ser infelizes, comem e respiram a morte da menina de não sei quantos anos que passou na RTP, vivem o drama da Floribella ( quem? ), bebem o medo que as televisões impõem e vivem aterrorizadas com assaltos, roubos, violações mas ninguém bebe, come, vive ou dorme os verdadeiros problemas da sociedade como a passividade, como a poluição, como a indiferença, para quê dá demasiado trabalho!! Vive-se no mundinho do bicho papão em que não se pode abrir a boca e livamos com um petardo americano ou muçulmano em cima, não se pode criticar a sociade que somos nós que vivemos no mundo do medo. Será que é mesmo assim?! E quem seremos nós?! Será que só serei eu?! A jeitos o nós sou capaz de ser só eu, eu a viver num mundo de terror em que a fome, a poluição, a guerra, o revoltamento contra a sociedade dita liberal, sou só eu que diz "Que se danem os assaltos, quero lá saber", enquanto todos abrem a boca a dizerem o quão louco eu sou.

2 comments:

impek said...

ola!João
com chuva ou sem chuva continuas inspirado,falas de temas que nos fazem refletir!Gostei ...
jinho

Ana Luisa said...

olá!!!!!!!!!
o texto tem toda a razao e fez me pessar no o que é realmente importante para mim e para as pessoas....porque como disseste as pessoas parecem que vivem do mal dos outros ...se nao porque as pessoas dizem:"Sssshhhh deixem ouvir as notcias" sim porque as noticias nao da se nao o mal e a miseria, mas mesmo assim as pessoas gostam de ouvir e de as escutar.....como se fosse realmente importante e que nao conseguissem viver sabendo k um rapazinho morreu,e que outro teve um acidente........................
Sem duvida este texto esta mt bom, alias como todos outros...bjinhos**