Thursday, May 17, 2007

Inumanidade humana

A sério que há assuntos que eu não queria tocar, nem queria mencionar porque considero que qualquer opinião por mim aqui expressada é totalmente obsoleta. O caso da pequena Madeleine é um deles, nestes momentos todos nós gostamos de dar a nossa opinião e gerar uma pequena discussão com os vizinhos se afinal foi o gajo inglês que a raptou ou não. A verdade, é que isso não interessa nem um pouco, é dos actos mais inumanos que se pode ter, abusar da liberdade de uma pessoa de 4 anos, totalmente despromovida de defesas, que dignidade humana é que existe nesta situação? Imagino a incapacidade dos pais, podem manter a esperança, mas também têm aquele lugar negro da sua consciência que lhes diz que a sua filha pode já não estar a respirar. É o sentimento mais perturbador que nos pode passar pela alma, a vontade de actuar e de se estar completamente incapaz de fazer seja o que for para a trazer de volta.

Quando se diz que o ser humano faz tudo por dinheiro é verdade, o dinheiro desde que foi criado corrompeu toda a honra e dignidade que podiamos ter. Quem é que hoje em dia não faz tudo por dinheiro? Todos somos controlados por pedaços de papel com números lá inseridos, se estarmos controlados desta forma tão materialistas faz de nós pessoas piores? Com certeza que faz, temos o exemplo de variadissimos programas de televisão e de outras situações no dia a dia em que procuramos ter mais dinheiro que os outros e ganhar mais dinheiro, porque afinal o dinheiro pode fazer as pessoas felizes.

Como um qualquer actor proferiu num filme "Todas as pessoas têm um preço", o que não deixa de ser verdade, porque basta vermos uma quantia de dinheiro mais avultada para que façamos quase tudo aquilo que juramos nunca fazer. Nós podemos julgar o nosso preço, porque mais ninguém tem a haver com isso. Mas, nunca podemos atribuir um valor material a qualquer humano de forma prejorativa, quem se quer vender de forma mais ou menos moralmente correcta que o faça, mas não é da natureza humana atribuir preços a outras pessoas. Mas é isso mesmo que hoje em dia se faz, se nem os animais abandonam os filhos sem estes estarem devidamente preparados para sobrebiverem, que género de ser somos nós em que individuos da mesma espécie roubam, matam e vendem outros seres humanos. Cobardemente levou a criança do seu quarto, sem possibilidades de se defender, não ponho em causa a negligência dos país, falo apenas do acto cruel e inumano que é raptar e vender outro ser humano apenas por ganância, ou demência.

A sociedade assim nos criou, porque tudo tem um preço, porque não somos mais que umas marionetas sujas e nojentas que o dinheiro controla. Não me interessa saber as razões de quem o fez, apenas condeno e considero um dos piores actos que se pode ter, esta não é a humanidade com que nós sonhamos, não é nem nunca será.

1 comment:

Luisa said...

Olaa!
Gostei muito do texto!
E sinceramente tens razao..!
Como e que pessoas consegue abandonar os filhos ou trata-los mal..!
Mas a crueldade dos outros e ainda pior!
O dinheiro move tudo, mas so nos resta ter esperança!