Sunday, April 15, 2007

Contagens em revista

Eu ás vezes, quando não tenho mesmo mais nadinha para fazer começo a interrogar-me sobre a vida. No outro dia lembrei-me que tenho um contador correspondente aos custos da guerra no Iraque no blog, nunca ninguém lhe deu muita atenção, pois não? Desde o inicio de 2003 já morreram 3000 soldados americanos, 600.000 cidadãos iraquianos, já foram gastos 417.469.705.720 dolares. Grande número, hein?! E hoje o Presidente Bush afirma que vai vetar a lei do Senado, aquela que rejeitou o aumento do financiamento para as frentes do Iraque e do Afeganistão. Tudo porque este menino, ainda considera que se gastou pouco dinheiro e poucas pessoas morreram. Isto já não vos chateia um bocado, se calhar esta é a hora da retirada, por muito que magoe os cowboys... Já chega de tantos números, de tantos mortos e é tempo de dar descanço ao meu contador. A hora da retirada já foi, mas ainda se vai a tempo...

1 comment:

Nuno said...

Bater em retirada? Envergonhar a cavalaria que se já lá se amontoa? Era mais simples eu conseguir ver nos EUA um país onde não existe racismo.

Ontem pus-me a pensar numa frase de um general nazi, condenado à morte, quando estava no tribunal em Haia a ser julgado. Disse ele que o único erro que a Alemanha fez foi ter perdido a guerra.

Convenhamos que ignorar o Holocausto é, no mínimo, estúpido. Mas há uma lógica subjacente que se aplica aqui muito bem, e porque não em toda a História.

Surpresa, surpresa, a História é escrita por quem ganha as guerras. Os alemães mataram milhões de judeus, é certo. Mas os ingleses arrasaram Dresden à força de bombas lançadas dos Spitfire já depois de a Alemanha ter capitulado, os Soviéticos já durante a II GM cometiam horrores nos países de Leste, os próprios Americanos, paladinos da liberdade, dizimaram duas cidades inteiras, deixando marcas indeléveis na vida de muitas pessoas.

Contudo se é preciso definir o bom e o mau da fita, ninguém tem dúvidas.

Aqui passa-se o mesmo. Em nome da vingança (ou justiça, como metaforicamente o Bush lhe chama) já se mataram 600.000 iraquianos mais uns quantos afeganistãos. And counting...